Utopia

Postado por Douglas Silva em 25 janeiro, 2014 Letras | | Nenhum comentário

(Douglas Silva / Drausio Silva)

Eu só me entrego ao otimismo
Pelo prazer da utopia
Sei que amanhã diremos de hoje
Nós já tivemos melhores dias

O mundo acaba lentamente
O medo está dentro de nós
Eu sempre encontro um passatempo
No sangue dos jornais

A minha mente indolente
Me permitiu acreditar
Nos mais velhos que diziam
O mundo de repente ia se acabar

Trocamos as árvores por antenas
A exemplo dos pardais
É claro que amanhã só voaremos
Não pousaremos nunca mais

Quer comentar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *